Virtuosidade vs Musicalidade a Batalha do Século na Bateria!

Bateristas Virtuosos vs Bateristas Musicais, essa richa existe mesmo?

Faaaaaala Batera!!!!

Derek Melo aqui mais uma vez e hoje vamos falar de um assunto que estávamos debatendo por e-mail, eu e mais 8 bateras da lista VIP do Canal Monster Batera (se você ainda não participa, é só clicar aqui para se inscrever gratuitamente e receber muito material bacana!).

O bate papo com a galera por email foi tão show de bola, que resolvi escrever este artigo para falar mais sobre isso, porque acredito que este seja um dos assuntos mais polêmicos da batera, a questão dos considerados “bateristas virtuosos” com sua “total falta de musicalidade” pois só se preocupam com a técnica vs os bateristas extremamente musicais, mas que não sabem nem “segurar a baqueta” e querem criticar quem se preocupa com isso (isso é meio o que um acha do outro).

Existe até uma palavra que acho super engraçada, criada por sei lá quem, a tal da “Virtuose”, sabe? Rsrsrsrs

Pois é, vamos bater um papo sobre isso hoje e vou tomar a liberdade de expressar para vocês, minha opinião à cerca do assunto também!

Vou começar com uma frase do meu grande amigo Duda Neves: “O baterista tem que servir a música!”.

Sendo assim, quero expor minha opinião sobre o que é um baterista virtuoso, pode até parecer um pouco contraditório, levando em consideração que tenho falado para você através dos meus vídeos sobre as técnicas, a importância do estudo disso e até mesmo de stick tricks!

Pra ser sincero com você, acho muito chato o uso extremo da técnica da mesma forma que acho insuportável a total falta dela!

Você deve conhecer aquele velho ditado que diz que tudo demais faz mal, é disso que estou falando e depois de ter passado por uma época da vida em que minha única preocupação era tocar MUITO rápido e também ter passado por uma época em que o correto pra mim era somente somar meu som junto ao de outros instrumentos com o objetivo de se criar uma música, cheguei a algumas conclusões pessoais.

Quero deixar bem claro que minha intenção com este artigo não é de forma alguma ir contra o que ninguém acredita ser certo, afinal de contas, o que é legal pra mim, pode não ser legal pra você!

Minha única intenção é abrir aqui um bate papo sadio sobre o assunto e acredito que muita gente pode gostar de falar sobre isso, por este motivo já incentivo a conversa nos comentários, vamos ver no que vai dar, vai ser bacana!

Bom, vamos lá!

Vou falar de um batera específico aqui para mostrar minha opinião sobre o assunto, vou falar do grande Tony Royster Jr!

Pra quem não o conhece ainda, da uma conferida nisso aqui:

Esse cara ai é hoje um dos bateras mais mainstream do planeta!

A levar em consideração esse vídeo, e muitos outros com ele, você já deve estar pensando que o cara é um virtuoso e que só toca coisas meio Gospel Chops, quando a realidade é que O QUE O MERCADO DE BATERIA CONSOME DELE É ISSO!

É diferente de dizer que a única preocupação do cara é tocar assim, entende?

O Tony Royster Jr é um grande baterista de estúdio também por ser quase um metrônomo ambulante, e já gravou MUITOS discos de MUITOS artistas de MUITOS estilos musicais diferentes, coisas que você diz com absoluta certeza que não é o Tony Royster Jr nem ferrando! Porque é bumbo, caixa, chimbal e ride, quando muito, um surdinho ali no final de um refrão…

O problema é que o mercado de batera só consome os Chops dele, tente achar um vídeo dele tocando uma coisa simples no youtube, é mais difícil do que um iniciante tocar flam drag em 150 BPM no 1º dia de estudo!

O que quero dizer é que na “minha opinião”, o Tony Royster Jr é um batera virtuoso demais! O cara é simplesmente MUITO BOM, não só por conta dos Chops, não só por conta da técnica de mão e pés, muito menos só por conta da coordenação motora dele, mas sim pelo fato de que ele alia isso tudo com a música!

Sim, ele é muito bom nos chops dele, mas ele também é um músico no melhor sentido da palavra, pois estudou muito a vida inteira para tocar música seja ela uma nota em um sininho perante uma grande orquestra ou um solo de bateria na MusikMesse!

Para mim, um baterista virtuoso de verdade é aquele que sabe se portar tanto quando é necessário se tocar bateria em uma música simples, quanto tocar uma coisa extremamente complexa em um workshop com a mesma destreza e vontade nas duas ocasiões!

Pessoal, estamos falando de música, uma das artes mais incríveis que o ser humano pôde inventar, ela é tão versátil que através dela podemos expressar e causar praticamente qualquer sensação que quisermos, seja ela um casal dançando abraçado de olhos fechados ouvindo uma música romântica, na qual a bateria é basicamente a condução da mesma, ou os olhos de várias pessoas brilhando com uma virada de 4 tempos com fusas e sextinas entre pedal duplo e a mão direita, enquanto a mão esquerda gira a baqueta e a galera grita WOOOOOOOOOOW!!!!

São estilos diferentes, aplicações diferentes e a todas elas eu considero uma expressão musical!

Já até falamos sobre Stick Tricks em um artigo do blog (se você não leu ainda, clique aqui), e eu não só os utilizo, como acho muito legal a aplicação em “determinadas” ocasiões que pedem o seu uso, pois faz os olhos de quem assiste brilhar, ou seja, abrilhanta o show que a pessoa está assistindo!

Da mesma forma, existe a aplicação de condução simples na qual você só toca colcheias no chimbal e a música fica linda!

Isso é ser virtuoso, ou seja, é ter a virtude de compreender que o estudo da bateria de forma completa, não te estraga, que estudar stick tricks não te torna um palhaço e que tocar da forma mais simples possível não te torna um baterista ruim!

Ai você pode pensar: Eu nunca estudei nada disso ai, mas toco na noite, e te digo que isso de estudar demais e ficar brincando com as baquetas é bobagem!

Ai te respondo: Ok, neste ponto estamos falando de mercado, e o que estou abordando aqui na realidade é a arte, isso é outro assunto!

O que deve ser levado em consideração, na minha opinião é:

A música e a ocasião pedem isso? O que estou fazendo não é exagerado? O público está gostando do que está vendo?

E assim, servindo à música e a quem está curtindo assistir e ouvir você tocar, você constrói o que funciona para você!

Eu sinceramente acho que a técnica só existe para nos ajudar, afinal, através dela aprendemos mais rápido, nos lesionamos menos e tocamos melhor, mas o uso “apenas” da técnica transforma o show em um laboratório de ciência, fazendo do show um workshop!

Percebe como cada ocasião pede uma atitude musical diferente?

No fim das contas, lembrar do velho ditado do tudo demais faz mal, não só nos torna músicos melhores, mas pessoas muito melhores também!

Agora a questão é:

Quero desenvolver minha técnica aliada com minha musicalidade, assim como esses grandes bateras fazem, mas como?

Para responder uma questão como essa batera, criei um vídeo no qual falo de uma nova metodologia na qual você vai conseguir desenvolver sua técnica de mão como um dos grandes profissionais da bateria!

E não só isso, você ainda vai poder aprender a Ler Partitura, Segurar as Baquetas, Desenvolver sua Técnica, Aprender Todos os Rudimentos e até mesmo a Criar Seus Próprios Rudimentos!

Para assistir o vídeo, é só clicar abaixo, se cadastrar gratuitamente e assistir o vídeo:

Sem Título

É isso ai batera, se você realmente quer desenvolver sua técnica, assim como esses grandes bateristas fazem, não pode deixar de ver esse vídeo!

Até a próxima batera!!!

Grande Abraço!!!

Derek Melo

3 Respostas

  1. Diego Pereira Oliveira

    Realmente hoje em dia a competição de quem faz a virada mais matadora é o que impera. A musicalidade tem ficado em segundo plano. Preza-se mais pelo existe Eric Moore do que aquele cara que manda um groove pesado á la James Brown e encaixa com a banda.

    1. Derek

      Opa Matheus, muito obrigado pelas palavras, fico muito feliz que tenha curtido os artigos, estamos juntos batera!

      Derek

Deixe uma Resposta

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful