Metrônomo, o melhor amigo do batera!!!

Estudar bateria com metrônomo: Esse click click na minha orelha é realmente necessário?

Faaaaala batera!!!

Derek Melo aqui mais uma vez, e agora, estou escrevendo este post em caráter de urgência, para responder uma pergunta e ajudar um batera da lista VIP do Canal Monster Batera!!!

Estava aqui escrevendo o post que iria ao ar hoje, falando sobre alguns macetes para Double Stroke Roll, mas vai ter que ficar para a próxima semana, pois o Peterson Murilo, que participa da List VIP do Monster Batera, me mandou e-mail falando sobre uma dificuldade dele, que acho que é uma das maiores dúvidas da maioria dos bateristas…

Sabe aquele problemão de você estar tocando uma música da sua banda predileta, curtindo a maior vibe de olhos fechados e se imaginando em cima do palco com eles, publico delirando, você arrebentando na batera, e quando você faz a virada e volta pra música você está totalmente fora do andamento? (Muita gente chama de erroneamente de “Fora de Compasso” ou “Fora do Rítmo”)

Pois é… Esse é um problema que TODOS os bateras enfrentam nem que seja uma única vez em sua vida baterística… O problema com o andamento!

Mas agora eu te pergunto, você faz idéia do quão grave é esse problema?

É bem grave amigos, porque nós como bateras que orgulhosamente representamos 50% de qualquer banda, independente do estilo, somos responsáveis diretos pela condução de uma música! Sendo assim, quero que reflita comigo a seguinte cena:

Uma banda de baile, como uma banda de baile de formatura, sabe aquelas hiper versáteis que tocam de tudo? Então, imagine você uma banda daquelas tocando digamos, um partido alto (samba), pro pessoal dançar e tal…

De repente, depois do refrão, a música acelera um pouco, o pessoal até que gosta, fica mais agitada a dança, e novamente depois do segundo refrão acelera mais e assim por diante… Vai chegar um momento que vai ficar impossível curtir essa música!

E o pior na minha opinião, a música fica feia e errada!

Pois é, mas porque esse tipo de coisa acontece?

Isso acontece por que quem está tocando não estudou com esse cara aqui ó:

MA1_blue_front_634468373740190000

Inclusive, o metrônomo não serve apenas para estudar, incentivo vivamente, que você dê uma pesquisada na quantidade expressiva de bateristas “PROFISSIONAIS” que estão com o famoso “Click” (a forma como o metrônomo é conhecido entre a maioria dos músicos da noite) em seus fones, sempre com o andamento certinho fazendo Click, Click, Click, Click no ouvido dele.

Pra que isso?

Isso é para que o show aconteça sempre com o mínimo de padrão de qualidade, que é a música tocada no tempo, sempre no tempo, ou como é a forma correta de dizer: Sempre no andamento!

Agora, qual é a importância do estudo utilizando o metrônomo?

Toda importância! Pois é utilizando o metrônomo no estudo que você sabe que tudo o que você está estudando não só está certo, como está sendo executado de forma correta, ou seja, no andamento! (Eu sei, estou repetindo absurdamente essa palavra, mas ela é a palavra mais importante para nós bateristas, acredite!)

Com o metrônomo, você nunca mente, ele te ajuda a evoluir na bateria, e seu maior companheiro de estudo e junto com a teoria musical, um par de baquetas e um pad de estudos forma a trupe perfeita, que eu costumo chamar de “Equipo de Sobrevivência do Batera”!

Se você não utiliza o metrônomo para estudar, PARE AGORA DE ESTUDAR! Se o problema for o preço de um metrônomo, existem vários aplicativos gratuitos para smartphones que simulam o metrônomo.

Não tem smartphone? Não tem problema, segura essa: http://www.metronomeonline.com

O que quero dizer é: Não arrume desculpa para não estudar com o metrônomo, pois não existe estudo sem metrônomo, o que existe é a perca de tempo! (Literalmente kkkkkkk)

Desculpe se fui um pouco “direto demais” nessa última colocação, mas é verdade batera, digo isso por experiência própria…

Garanto que à partir do momento que você incluir o metrônomo em seus estudos, você vai se surpreender com o resultado!

E respondendo agora a pergunta principal do Peterson Murilo:

“O que eu mais tenho dificuldade em Bateria e usar metrônomo, e uma coisa sempre acontece a fazer uma virada e voltar no tempo certo, grooves toco bem, mas em seguida faço uma virada e volto no tempo errado kkkkk e isso que fico nervoso.
 O que faço me da uma ideia.”

Seguinte Peterson, o que você precisa é dividir seus estudos em “lotes menores”, por ex, separar somente suas viradas, ou no caso, essa virada especificamente, colocar o metrônomo bem devagar, digamos em 50 BPM’s e tocar tempo por tempo da virada, entendendo o encaixe do desenho rítmico da virada dentro de cada tempo, digamos que seja da seguinte forma:

viradabatera

Essa é uma virada meio “Gospel Chop”, coloque a manulação e a dinâmica que quiser, vamos nos concentrar na forma de estudar, ok?

Antes de mais nada, coloque o Click pra tocar ai! 😉

Recomendo o estudo da seguinte forma: Toque o primeiro tempo até a cabeça do segundo, ou seja, digamos que a manulação no primeiro tempo na caixa seja DEDE (D = Direita, E = Esquerda), naturalmente a próxima nota seria de direita, correto?

Então toque apenas DEDED, sendo que a última nota, que é a primeira do próximo tempo, tem que cair na cabeça do tempo, ou seja, junto com o “Click” do metrônomo!

Continue progredindo desta forma, toque o 1º e o 2º tempo até a cabeça do 3º e assim por diante!

Recomendo que toque desta forma ao invés de deixar a cabeça do tempo meio que “no vácuo”, sem tocar nada… A referência quando você toca na cabeça do tempo é que você finalizou da forma correta, entende?

Portanto, experimente sempre tocar a primeira nota do próximo tempo, a menos que o próximo tempo comece com uma pausa, claro.

E assim por diante até fechar o compasso inteiro, depois, toque o último compasso de groove antes da virada, depois junte com os outros e assim sucessivamente!

Além de você se habituar a tocar uma virada no andamento correto, ou “no tempo”, como a maioria gosta de chamar, você vai se acostumar com o uso do metrônomo.

Respondido Peterson?

Bom e para você batera que ainda não tem muito costume de estudar com o metrônomo, deve estar se perguntando como esse tipo de estudo funciona, se existe algum guia ou coisa do gênero.

Mas principalmente, como e o que você estuda usando o metrônomo, não é?

Então tenho uma ótima notícia para você batera!!!

Gravei um vídeo explicando não só essas coisas, mas falando de uma nova metodologia de estudo, chamada de Matrizes Percussivas!

Prepare-se para entender nesse vídeo, como você pode desenvolver sua técnica de mão, segurar as baquetas corretamente, ler partitura, aprender todos os rudimentos e até mesmo a criar seus próprios rudimentos!!!

E para assistir, é só clicar abaixo, se cadastrar gratuitamente e assistir o vídeo onde você vai aprender  tudo o que acabei de citar, como as Matrizes Percussivas funcionam e o Fire Hands:

Sem Título

Portanto, se você realmente quer ter um guia sobre como estudar durante toda a sua carreira na bateria, não pode perder esse vídeo!
Grande Abraço!!!

Derek Melo

4 Respostas

  1. Leo Kendy

    Olá,

    Estou procurando um metronomo que tenha um volume maior. Tenho um modelo simples, é bom pra estudar nos pads, mas na bateria….nao consigo ouvir ele, mesmo com fones….entao, teria algum pra me indicar? E que nao custe muito, logicamente….rsrs….
    Valeu.

    1. Derek

      Fala ai Leo Kendy, tudo blz batera?

      Cara, existe um sem custo nenhum, se você tiver smartphone, baixe um aplicativo de metrônomo, o volume do click é bem mais alto no fone de ouvido!

      Qualquer dúvida estou a disposição, estamos juntos batera!!!

      Derek

Deixe uma Resposta

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful