Como Tocar o Rudimento Híbrido Herta

Como Tocar Corretamente o Rudimento Híbrido Herta

Fala batera!!!

Sabe aquelas viradas com notas super rápidas que vários bateras usam? Em sua maioria, as viradas de bateria e até mesmo os grooves são construídos com rudimentos da classe dos Single Strokes. Mas Single Strokes não são apenas aqueles encontrados dentro dos 40 Rudimentos.

Muitos bateras não sabem disso, mas existe outra lista de rudimentos além dos 40 Rudimentos Fundamentais da Percussive Arts Society, e esses rudimentos são chamados de Hybrid Rudiments ou Rudimentos Híbridos.

Estes rudimentos são combinações de movimentações diferentes das padronizadas nas 40 regras da PAS, alguns são até variações simples dos rudimentos fundamentais, mas que trazem características sonoras totalmente novas para esses Rudimentos.

Um bom exemplo disso é o rudimento Herta que vamos abordar hoje aqui neste Post, este rudimento é uma variação de Single Stroke Roll que produz uma sonoridade diferente, é um rudimento que mesmo não sendo tocado de forma veloz, ainda imprime a impressão de ser rápido.

Uma das coisas mais interessantes sobre as Hertas é o punch que podemos produzir cada vez que tocamos uma herta, ou seja, a expressão sonora da herta pode ser bastante pesada, o que faz desse um ótimo rudimento para viradas em músicas mais pesadas, como metal.

Mas por incrível que pareça, ainda podemos criar variações em cima das Hertas e acabar produzindo uma sonoridade diferenciada, como é o exemplo que dou no vídeo onde explico como tocar Hertas, com uma variação acentuada na mão oposta que começa o rudimento, da uma olhada:

Essa acentuação diferenciada da Herta ajuda a produzir uma variação super bacana para usarmos em música latina por exemplo, que tem como característica, acentos em quiálteras.

Eu particularmente, tenho a Herta como um dos meus rudimentos prediletos, uso muito tanto para viradas quanto para fazer efeitos em pratos, porque o uso das hertas em Splashs fica muito interessante, principalmente se você tem mais de um splash e pode distribuir o desenho da herta entre eles.

A gama de possibilidades em matéria de variações que esse rudimento nos proporciona na bateria, faz dele um dos rudimentos mais versáteis que existem, principalmente, porque é um desenho que podemos usar com as duas mãos e inclusive alternando!

Agora, esse é apenas mais um dos rudimentos híbrido e a pergunta que costuma ficar na cabeça de vários bateras é a seguinte:

Ok, se eu estudar os 40 rudimentos e os Híbridos, vou tocar como os bateras profissionais?

A realidade, é que estudando os rudimentos, você vai estar BEM acima da média, porque muitos bateras passam a vida sem dar importância para o estudo dos rudimentos, ou mesmo, para qualquer estudo, seja rudimentar, rítmico ou mesmo teórico, ou seja, “ler partitura”.

Mas se apenas estudar os rudimentos te faria tocar como os bateras profissionais que você vê nos vídeos, depende mesmo de uma série de fatores batera…

Primeiro – O quanto você estuda de forma séria, o quanto você realmente leva a bateria e a música de uma forma geral a sério.

Segundo – O quanto você desenvolve combinações de movimentações rudimentares!

Parece até uma frase esquisita, principalmente pela parte em que falo “Movimentações Rudimentares”, mas se você quer realmente se surpreender com o estudo e desenvolvimento da sua técnica batera, vai pirar no vídeo abaixo!

Porque nele, eu explico como eu desenvolvo minha técnica de mão e também te mostro como você pode desenvolver a sua, Sem Precisar Se Preocupar Com Rudimentos!!!

Então, se você quer desenvolver esse nível de técnica de mão, não deixe de clicar abaixo, se cadastrar e conferir o vídeo batera:

Sem Título

Não deixe de ver esse vídeo e se surpreenda com a metodologia de estudo de Matrizes Percussivas!!!

Até a próxima batera!!!

Derek

Deixe uma Resposta

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful